sábado, 4 de Dezembro de 2010

Olá,

A partir desse dia vou começar a escrever sobre as coisas, os fatos, as histórias e coisas aleatórias que cruzam a minha existência.

Hoje estou muito cansado e sem criatividade, mas gostaria de deixar uma pergunta reflexiva:

Por que cargas d'água tudo existe. Você esxiste? Pra quê?

Boa noite,

Augusto Souto.

(abracei minha priminha hoje e foi eternamente bom enquanto durou)